sábado, 3 de março de 2012

Dinâmicas para o Início das Aulas

Início das aulas é um momento bastante propício para dois tipos de dinâmicas de grupo: as de apresentação e as de convivência de grupo. Afinal, além de serem boas alternativas para não começar "lascando" (pois, se nós demoramos a voltar a rotina, os alunos também estão se acostumando com a rotina de novo) é uma boa oportunidade para conhecer as turmas e começar a estabelecer um diálogo com as turmas.
Existem muitas opções de dinâmicas, e existem livros e sites bons para pesquisarmos sobre, mas aqui, nesse momento vou compartilhar as que usei nessa primeira semana de aula.

Quem sou eu?

Essa é uma brincadeira, que inclusive pode ser utilizada fora da escola e a partir de outros temas (como televisão, filmes...) mas para a sala, se foca na apresentação e conhecimento dos colegas, além de ser uma pergunta significativa para determinados assuntos, que pode ajudar introduzir certos conteúdos (no meu caso foi utilizado para Cultura/Identidade e Direitos Humanos/Direitos Civis).
Ela pode funcionar de duas formas, dependendo da disposição da turma: 1) Todos escrevem seus nomes em um pedaço de papel; mistura-se os nomes; cada aluno/a recebe um nome que é grudado em sua testa (de forma a não poder ver) - para grudar, em geral com uma "lambida" serve, mas utilizei durex com as turmas que aceitaram, devido ao critério "nojento" que a saliva, nesse contexto, se apresentou; cada participante deve pergunta "eu sou + uma característica" e o grande grupo pode responder com "sim e não", assim na medida que todos perguntam (um por rodada), o estudante deve adivinhar qual colega ele "é"; 2) Esse é um formato mais "amigo secreto": todos escrevem os nomes, se mistura e distribuiu; ao invés de a pessoa tentar descobrir quem é, a turma tenta descobrir quem a pessoa "possuiu" através de pistas "ele/ela é...".

Qualidades/Defeitos

Cada aluno recebe uma folha, e divide em seis quadrados. Em dois quadrados deve escrever seu nome, repetidamente, nos outros dois, um par de qualidades e nos restantes um par defeitos, ao finalizar, recortar os quadrados e misturá-los. Assim o/a professor/a distribuirá 6 papeis por aluno que não são seus, e dessa maneira devem ir "resgatar" os seus quadradinhos, trocando as características com os colegas. Essa é uma forma de além de se conhecerem, perceberem similaridades entre os colegas.

Descobrindo os nomes

É um jogo simples, mas útil para turmas novas, como 6º anos (EF) ou 1º anos (EM): Com um bolinha (que pode até ser de papel), a cada vez que ela for atirada para alguém, a pessoa deve repetir o nome de todos os que lhe antecederam. Então, cada um deve repetir o nome do participante anterior ao pegar a bolinha. É uma forma de todos gravarem os nomes.

O que pode/ O que não pode

Nem chega ser bem uma dinâmica, é mais uma atividade para se definir regras de convivência. Com um papel pardo, ir escrevendo com as contribuições da turma o que é permitido e é proibido no espaço escolar, assim afixar o papel na parede os termos. É uma forma de pensar o por que que existem certas normas, refletir sobre o "óbvio" e poder problematizar na medida que forem desrespeitadas.

O que é Sociologia?

Em conjunto com essas propostas, também existe a clássica aula que temos que dar para as turmas novas que é "O que é Sociologia", já que essa é uma matéria "nova", que eles não estão acostumados a ter.

Esse ano estruturei a aula sobre isso em alguns momentos.

1º. Fazer os "óculos sociológicos": com uma folha de ofício, nesse caso usei coloridas só pra ser mais atrativo, desenhar as formas de um óculos (lente, haste), recortar e montar.



(alguns modelos, que incluem inclusive máscaras de carnaval)

2º Ler/Copiar a explicação sobre o que é Sociologia
3º Fazer o liga pontos abaixo:



4º Fazer a explicação conectando os três momentos: a Sociologia como um "óculos" que nós faz ver a conexão entre os "pontos"/fenômenos sociais de uma maneira mais completa, interdependente, que como no desenho, forma algo "maior" em conjunto, que seria a própria organização da sociedade e seu funcionamento, portanto os "óculos da sociologia" funcionam como um óculos 3D que nós fazem ver "mais" do que estamos acostumados, nos faz entender melhor como e por que vivemos de determinada maneira. A explicação foi mais ou menos nesse sentido.

E posso dizer que minhas turminhas (já que são as de 6º ano) curtiram bastante a ideia de fazer um óculos, e de fazer o liga pontos. Talvez utilizar para o Ensino Médio possa parecer "infantil" mas ainda tenho a teoria que se a gente consegue fazer a Sociologia entendível no Ensino Fundamental, as propostas serão efetivas no Médio (em alguns casos com algumas adaptações necessárias), mesmo podendo ser "bobo" ou "idiota" na versão dos adolescentes, é uma forma de eles não esquecerem justamente por lembrarem da "besteira".

Vale lembrar que possuo 2h por semana (que se concentram no mesmo dia) que me possibilita fazer propostas mais demoradas, para quem tem 1h semanal, as vezes fazer uma dinâmica pode consumir muito tempo, logo fica a critério, necessidade e objetivo de cada um adaptar tais sugestões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...